“Lésbica futurista, sapatona convicta”

diálogos (im)possíveis entre feminismo lésbico e heterossexualidade compulsória

Autores

  • Camila Lamartine ICNOVA

Palavras-chave:

Feminismo Lésbico; Heterossexualidade Compulsória; Existência Lésbica; Sexualidade.

Resumo

A heterossexualidade compulsória é uma prática política que minora e oprime as mulheres. Quando as mulheres são lésbicas, esta práxis torna sua existência invisível e disruptiva daquilo que seria considerado normal. Este artigo procura esmiuçar o impacto da heterossexualidade obrigatória no apagamento da existência lésbica através de um apanhado bibliográfico com teóricas como Adrienne Rich e Monique Wittig, numa pesquisa qualitativa exploratória com mulheres assumidamente lésbica, oferecendo a impressão de lugar de fala. Constata-se que a lesbianidade num sistema patriarcal é sinônimo de dificuldade, opressão, silenciamento, mas, especialmente, de resistência.

Referências

BLAUDT, Vanessa Lima; CAETANO, Marcio; RANGEL, Mary. Interseccionalidade lésbica? O apelo pelo desmonte de opressões. Interritórios, V.6 N.10. Revista de Educação Universidade Federal de Pernambuco, Caruaru, Brasil, 2020.

BORRILLO, Daniel. Homofobia: história e crítica de um preconceito. Guilherme João de Freitas Teixeira. Belo Horizonte, Autêntica, 2010.

CUNHA, Isabel Ferin da, PEIXINHO, Ana. Análise dos Media. Imprensa da Universidade de Coimbra, 2020. DOI: https://doi.org/10.14195/978-989-26-1988-0

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso. São Paulo: Edições Loyola, 1996.

HOLLANDA, Heloísa Buarde de. Explosão Feminista, 2ª edição, São Paulo, Companhia das Letras, 2004.

HOOKS, bell. O feminismo é para todo mundo: políticas arrebatadoras. 12ª edição, Rio de Janeiro, Rosa dos Tempos, 2020.

LINO, Tayane Rogeria. Nas fissuras da história: O movimento lésbico no Brasil. Revista movimentação, Dourados, MS, v.6, n.10, jan./jun. 2019 - ISSN 2358-9205

MOGROVEJO, Norma. Teoría lésbica, participación política y literatura. Universidad Autonoma De LA Ciudad, 2004.

MORAIS, Beatriz de Lima. Corpos profanos: rascunhos sobre a heterossexualidade compulsória e um feminismo lésbico. Revista Textos Graduados, 3(1), 2017.

NAVARRO-Swain, Tania. O que é lesbianismo. São Paulo: Brasiliense, 2004.

ORLANDI, Eni P. Introdução. In: Análise de Discurso: princípios e procedimentos. Campinas, SP: Pontes, 2001.

PRECIADO, Beatriz. Multidões queer: notas para uma política dos “anormais”. Estudos Feministas, 19, 11-20, 2003.

RIBEIRO, Djamila. O que é lugar de fala?. Belo Horizonte: Letramento, 2017. 112 p. (Feminismos Plurais).

Publicado

15.06.2022

Como Citar

LAMARTINE, C. “Lésbica futurista, sapatona convicta”: diálogos (im)possíveis entre feminismo lésbico e heterossexualidade compulsória. Jus Scriptum’s International Journal of Law, [S. l.], v. 7, n. Especial, p. 53–77, 2022. Disponível em: https://jusscritum.pt/index.php/revista/article/view/106. Acesso em: 5 dez. 2022.